domingo, 22 de novembro de 2009

Sensibilidade!


Ultimamente as pessoas parecem que tornaram-se um pouco insensíveis, preferem não envolverem nos problemas dos outros, para eles o pensamento que devem povoar suas mentes nesses momentos, deve ser o seguinte: " se o problema não é meu, então, me envolver para quê?"
Essa semana precisei ir resolver algumas coisas do trabalho e tive que ir na filial da cafeteria e que por sinal fica em um hospital. No caminho de volta percebi que uma senhora estava chorando muito, com um resultado de exame em mãos, eu fiquei com aquela voz na cabeça pedindo pra ver se estava tudo bem com ela, no começo eu tentei ignorar e seguir em frente, para não parecer incherido da minha parte, mas a sensação de saber como ela estava, a preocupação, foi mais forte que eu e nesse instante me virei e perguntei se estava tudo bem. Ela me olhou com uma surpresa, levou uns segundos para responder que estava bem, no fundo eu sabia que não estava, mas eu não iria ficar insistindo. Seria muita inconveniência da minha parte fazer isso. Sei que eu me segurei para não chorar com ela na rua, ver alguém chorando, triste, mexe demais comigo, eu me sinto invandido pela sensação do momento e meio que uma necessidade de estravasar toma conta de mim. Sabe quando bate aquele sentimento em não poder ajudar alguém que precisa, que está gritando por socorro e você se vê incapaz de fazer algo. É difícil suportar isso, mas temos que aprender que nem sempre podemos ajudar, principalmente quando a pessoa não quer ser ajudada.
Espero realmente que ela fique bem, de coração.


É isso

Bjo

34 comentários:

Athila Goyaz disse...

Essa sensação de impossibilidade nesses casos as vezes me corrói.

Priscila Rôde disse...

Vamos esperar que ela fique bem!
Sensibilidade é p/ poucos, Dil.
Esse é o meu maior desafio na enfermagem, aos poucos espero enfrentar bem certas situações, sem indiferença!

Um beijo, Querido.

Caroline. disse...

Essa sensação de impossibilidade nesses casos as vezes me corrói.[2]

Caroline. disse...

Ahh menino vc tá bem? =D

Gilson disse...

Realmente Dill, as pessoas estão cada vez mais vivendo suas vidas e esquecendo o quão é importante dividir um pouco com os outros. Um obro muitas vezes é super importante.
ão atos como o seu que engrandecem o ser humano.

Abs

Andrea disse...

Realmente, muitas pessoas hoje são tão frias quanto os icebergs, e olha que eles estão derretendo...:)

Eu sou assim, choro por um simples olhar que me toca, é tão dificil isso pra mim sabia?queria ter um pouco deste distânciamento que algumas pessoas tem, porque as vezes absorvo problemas que não são meus, e que eu não posso resolver...acho que a sensibilidade e a fragilidade deveria ser sempre dosada ao ponto de não nos fazer mal...Sei que não vou mudar minha maneira de ser, mas preciso aprender a dosar tudo isso...que bom seria se pudêssemos doar um pouco de sensibilidade à quem não a tem né?:)

Excelente post
Espero que esta senhora tbm esteja bem...:)

Abs

:)

whatever u like disse...

nesses momento eu só tento pensar positivo... vai ver ela estava chorando por causa do exame, mais vai ver o exame deu em algo bom (ou não).. enfim o que importa é que você fez sua parte e no fim ta todo mundo bem z/

Beijos e Abraços

pontorouge disse...

Ver uma pessoa sofrendo também me toca. Mas vivemos num mundo onde a compaixão nem sempre é vista com bons olhos. Infelizmente.

beijo rouge

Dani

Redneck disse...

Oi Dil, compartilho com você dessa perda de sensibilidade. Principalmente nessas nossas cidades cheias, lotadas. É mais fácil passar batido do que parar para ver se pode fazer algo. É por isso que as grandes cidades estão cada vez mais frias. Abraço!

Eric R. disse...

É amigo as vezes as pessoal não qrem "ganhar" um problema a mais, e outras já gostam em se meter em assuntos que não são pertinentes a elas, principalmente em relação a sentimentos.
Mas seu gesto foi educadissimo e correto amigo.
Perguntar se alguém esta bem não ofende e significa respeito pelo semelhante.Parabéns.
Melhor ser educado e sutil do que algumas pessoas que além de perguntar ou sugerir algo acabam sendo impertinentes,mas esse não é seu caso.
Amigo sensivel, educado e muito amigoooooooo.

Abração :D

Luna Sanchez disse...

Dil,

o fato de ter perguntado, acredite, já fez uma grande diferença pra ela. Quantas e quantas pessoas viram a mesma cena e não disseram nada, né?

Entendo tua aflição, querido. As pessoas sensíveis sofrem mais, sim.

Beijos, tenha uma ótima semana, tá? ;)

ℓυηα

dand disse...

Dil, como vc tem uma alma sensivel e rara. Admiro pessoas assim sabe, que se preocupa com o próximo, e não apenas se preocupa, mas de dispõe ajudá-la no que for de seu alcance.

Muitas pessoas não sabem, mas as vezes, uma palavra de apoio conforta e muito a dor.

Acontece que as pessoas vivem num mundo individualista, e não se dão conta da espiritualidade que há num gesto tão amável quanto ao seu.

É por isso que me encanto a cada dia.

Priscila Rôde disse...

Oi Dil, estou bem sim e você?
Como vão as coisas? rs
Comigo anda tudo bem!
O post não é pessoal - não muito. rs
Pois é, faço enfermagem sim. É mais do que massa. rs

Um beijo. :)

Menina Misteriosa disse...

Lindos! Seu texto, seu sentimento, sua preocupação, seu carinho e cuidado.
Ainda bem que temos pessoas como você!
Sim, devemos ser sensíveis e tentar ajudar. Mas cuidado com o quanto isso te afeta!!!!
Fica bem!
Beijos

sonho disse...

Ola querido amigo
Nestas alturas sentimo nos impotentes...o maximo que podemos fazer é emprestar os nossos ouvidos...e dar todo o nosso carinho:)E isso tenho a certeza que tu fizeste;)
Beijo de de uma anjinha em teu coração

Hosana Lemos disse...

Gestos como o seu são raros, essa vontade de saber se o próximo está bem.
Que bom que ainda existem pessoas assim, às vezes acho que a cada dia as pessoas se tornam pessoas cada vez mais egoístas, atitudes como a sua provam que não!
^^


beijos

Marcos Campos disse...

Tá, vc nem ficou sabendo como ela estava, mas uma coisa é certa, ela não vai esquecer disso. Pode crer, um pouquinho vc ajudou...
Abraço
Boa semana!

Amanda disse...

Dil..que coisa menino..como andei muito em hospitais ultimamente, presenciei essa cena algumas vezes...nunca pergunto...só uma vez, em que estavamos na porta da UTI e uma senhorinha, bem senhorinha, chorava por causa da filha acidentada...peguei na mão dela e ela me abraçou...foi emocionante, todo mundo caiu no choro....tomara que todos que choram hoje, possam sorrir amanhã!

Beijos!

Drico disse...

Iai meu amigo?! como vc está?
parabéns pelo post... mais uma vez acertou
ótima semana
bjos

Camila disse...

segundo blog qe vejo esse tipo de assunto. Falta compaixao não axa??Triste.

Bia Ferreira disse...

é meu bem, viver é foda e o bicho homem é o menos animal que existe...

"Jeder für sich und Gott gegen alle"
mesmo assim, tenha uma linda semana!!!!

Bia Monteiro disse...

Qta sensibilidade
E por isso q adoro tanto aki
Bjooo Dil...
Semana mara pra ti...
=D

Lua disse...

Ha casos que ninguem pode fazer nada memso estando perto. Problemas existem e precisamos superá-los e sermos fortes! Eu espero que ela fique bem tb.

Boa semana querido e beijos!

Priscy Little disse...

Nossa.. realmente eu sinto o mesmo quando vejo algo assim, mas nem sempre tenho a coragem, louvavel diga-se de passagem, a qual voce teve! Porém, voce fez a sua parte, ne? Fique de conciencia tranquila! E quanto a senhora, eu também espero que ela fique bem, de coração!

Anne disse...

Faz tempão que não venho aqui, ne? Q feio de minha parte!!! Mas é falta de tempo só, viu? Nunca falta de interesse! Ahhh, do jeito q eu sou eu teria perguntado mais, sei lá. MEsmo q seja um estranho, é bom saber que alguem nos notou, que alguem se importou um pouco, mesmo q seja alguem q nao conhecemos. As vezes é justamente com esses que é mais fácil desabafar. Mas enfim, espero q fique tudo bem com ela...

Vc é lindo, sabia? Sensibilidade e empatia não é para todos...

Bjos, querido!

Wanderley Elian Lima disse...

Oi menino, muitas vezes nos sentimento impotentes frente ao problema de alguém, por medo, vergonha sei lá, deixamos de ajudar uma pessoa que talvez naquele momento se sente tão só. Você demonstra ser sensível e emotivo, cuidado menino as vezes isto traz sofrimento desnecessário.
Bjs

Sentimental ♥ disse...

o que acontece é que nós estamos cada vez mais individualistas, nos fechando em volta do próprio umbigo. vc teve sorte dela só levar uns segundos em responder e não ser grosseira com vc, q é o q acontece na maioria das vezes. isso, em parte, é culpa do mundo em que vivemos...

enfim, espero que ela fique bem, e vc também.

bjs

xoogle disse...

Eu achei o máximo ela olhar para tua cara e dizer que estava tudo bem!!! Essa atitude dela expressou algo que eu penso muito, Dil. Em outras palavras, não há apenas uma falta de interesse das pessoas em quererem ajudar o próximo, o próximo também NÃO QUER ser ajudado. Hilária a reação.
O fato é que estamos ficando cada vez mais dissociáveis e a tendência é aumentar. Eu conheci uma pessoa que disse que mantem contato com a vizinha dela, a pessoa que mora na casa ao lado, por email. E essa é uma decisão das duas e elas estão felizes assim.
O segredo é a gente tentar viver dentro dos nossos limites e esferas de ação. Você é um bom menino Dil. Continue seguindo o que o seu coração mandar. Porque é bem isso o que todo mundo está fazendo. É fato. É, ou deveria ser, ponto pacífico.

Grande abraço!

Ivan.

Luna Sanchez disse...

Passando pra saber de ti, moço fofo.

Beijos, dois, de quarta.

ℓυηα

Ausência Instável disse...

Como você é tão lindo, sabia que esse coração é grande.

É tão ruim ver e se sentir intocável sem poder ajudar quem precisa.
Mas eu creio que no fundo depois ela lembrou-se de você, e você mostrou fazer a diferença ajudando ela.


Lindo coração, beijos!

Marcelo Novais disse...

Essa sensação de impossibilidade nesses casos as vezes me corrói.[3]

Eu sou 100% sensivel 100% coração =/
acho q eh por isso q sofro tanto!
Bjos!

Luh* disse...

Essas coisas sempre mexem comigo, minha vontade de tentar solucionar tudo ou nada ao mesmo tempo!
=/
axo isso super legal!
beijos

Roberto Ney disse...

Seria tão bom se pudessemos ficar a tônitos diante dos problemas do mundo. Mas não dá. Somos dotados de sensibilidade e, por mais que não possamos abraçar todos os que sofrem e enxugar todas as lágrimas, podemos fazer um pouquinho de cada coisa.
grande abraço!
eu volto aqui, viu!

railer disse...

é difícil parar para ajudar alguém. mas tem gente que também não aceita ajuda, que se acha forte o bastante para lidar com as coisas. acho isso ruim, já que no fundo, a gente sempre está querendo estar com alguém, mesmo que não admita.