domingo, 3 de julho de 2011

Quem sou eu?


Muitas pessoas em alguns pontos de suas vidas, passam por uma breve crise existencial e aí vem aquela clássica pergunta: Quem sou eu?
A resposta as vezes demoramos para descobrir, para nos entendermos e tentarmos chegar a um senso comum em busca dessa resposta. O ponto principal é você parar e reanalisar sua vida, com seus altos e baixos e ver o que realmente faz a diferença para você. Não adianta você tentar se entender, se autoavaliar, se você não é capaz de reavaliar seu presente, para que assim você possa entender seu futuro. Isso é importante para ser feito, para você entender melhor o que se passa com você. Um momento reflexivo pode ser uma solução para que você venha a cair em si sobre seus pontos de conflitos interiores. Sei que as vezes ficamos sem saber, sem entender quem somos, o que fazemos aqui e se pertencemos a esse lugar. Parece que se torna mais complicado a medida em que nos vemos ali, imersos a solidão, ao não entendimento das coisas das quais queremos, exigimos um resposta, da qual não obtemos. Solução? Não sei qual ao certo, mas acredito que se pararmos, respiramos e tentarmos reorganizarmos nossos pensamentos, sentimentos, se torna mais fácil, você saber quem é, a que veio. Se você acha melhor se isolar um pouco, se afastar um pouco das pessoas das quais estão digamos assim, causando esse questionamento, então faça. Viaje, vá pra casa da sua tia que você não via a eras, de sua amiga que mora no interior, que seja, mas vá. Se dê esse momento, esse instante reflexivo, com toda certeza você voltará com seus questionamentos respondidos, seus sentimentos reagrupados.

Esse texto me veio a mente essa semana, enquanto ia para o trabalho. Me veio essa ideia de escrever sobre isso e eu senti um impulso enorme, ali em escrever. Não exitei e peguei o celular e comecei a salvar no bloco de notas, para que mais tarde, viesse a transcrever para cá. Não estou vivendo essa crise existencial, mas como bom usurpador de sentimentos alheios que estou sendo, não me contive em repetir esse ato, rsrs.

É isso

Bjo

Gente, continuem votando em mim para o prêmio TopBlog 2011, caso já tenham votado, por favor, não se sintam envergonhados em pedir para seus amigos, parentes, conhecidos e desconhecidos para votarem em mim, rsrsrs. É só clicar no selo do prêmio, que fica do lado esquerdo, depois de votar é só confirmar seu voto através do link que irá receber via e-mail ou twitter.
Gente, caso dê algum erro na página, é só atualizar que volta ao normal.

Contato: dilsantos@rocketmail.com

10 comentários:

Alê disse...

Te faço companhia... Também estou nessa fase de buscar minhas respostas,

Tenho me surpreendido comigo, e estou adorando,


Bjos Dil, boa semana

Cris Santos disse...

Bom, graças á Deus que eu nunca tive crise existencial,nunca me fiz perguntas para saber quem eu sou?Para que vim a este mundo?Ou qual o sentido da vida?
Mas,para os que sofrem com crise existencial,eu desejo que encontrem as respostas que almejam.

Um abraço Dil.

Lady's disse...

Eu tenho várias crises, e ainda não sei quem sou eu heheehe
bjooo

- cleber eldridge disse...

Felizmente já passei por essa fase, que é boa e ruim ao mesmo tempo -, mas, se perguntar: quem sou eu? é uma delicia, nos faz refletir sobre tudo e todos.

Fred disse...

Essa é a eterna pergunta, né? Hahahaha! Hugz!

Mark disse...

Olá Dil. (:

Eu passei por uma crise vocacional, no ano passado, quando entrei na faculdade. Fiquei indeciso sobre qual o curso a escolher. Também tive as minhas dúvidas e busquei incessantemente pelas respostas. Esse momento reflexivo, que falou no texto, foi muito importante para mim. :)

Abraço.

Dois Rios disse...

Dil, meu amadinho! Adorei o texto! Eu diria que essa questão é bastante complexa.

O simples fato de nos questionarmos sobre a nossa identidade, denuncia algo que não vai bem. Sim, porque quando a vida flui normalmente, não nos preocupamos em avaliar as nossas atitudes. Aliás, eu já perdi as contas do quanto quis saber quem sou eu e continuo sem resposta. Talvez por não querer admití-la, quem sabe? Deixo isso para o Freud resolver por mim, haha!!!
----
Sabe que quando postei os versos do Chico lá no meu blog, lembrei que você não gosta dele mas, em contrapartida, gosta de mim, né? rsrs..

Beijos, meu lindo amigo!
I.

Dois Rios disse...

Votei de novo, tá?
Depois mando a fatura, rs...

Beijo,

sonho disse...

Meu querido menino de olhos lindos...eu também tinha saudades tuas:)...
Todos nos em determinadas alturas da vida nos perguntamos quem somos...o que somos...mas o importante não é obter respostas...mas sim sentir mo nos bem com a nossa consciência sempre :)
Beijo d'anjo em teu coração

Fred disse...

Hehehehe! Valeu, Dil! E quando fizer a tattoo mostra pra galera, né? Hugz, man!