domingo, 10 de março de 2013

O que quero de fato?

Não importa o que digam ou o que pensam
Importa o que eu acredito
O que desejo, o que faço acontecer
Não quero algo padronizado
Quero o imperfeito
Quero sentir sensações novas, provocantes
Quero experimentar o gosto do proibido
O gosto do desconhecido
O que quero de fato?
As vezes nem eu sei responder
Quero x coisas
Quero conhecer n pessoas
Quero ter y experiências
Quero tudo e quero nada ao mesmo tempo
Quero por vezes ser um pouco indeciso
E poder brincar com as variáveis
Quero ter experiências incontáveis
Quero sair mais sem destino
Andar um pouco sem rumo e ver onde o ele irá me levar
Quero mais beijos apaixonados
Mais abraços apertados
Quero gritar mais alto para quem sabe ser ouvido
Também quero falar alguns palavrões
Rir das confusões bobas com amigos
Quero ser um pouco triste
Felicidade demais pode ser irritante
Não confio em pessoas que são totalmente felizes
Quero chorar, ter alguém para secar essas lágrimas
E alguém que me faça rir, me faça sentir vivo
Que eu possa ser quem sou
E enfim uma história construir
E poder escrever meu final feliz


É isso

Bjo


Contato: dilsantos@rocketmail.com


19 comentários:

Ro Fers disse...

Querer é poder...
Ás vezes queremos tudo, e às vezes queremos pouco, e esse pouco pode significar tudo.
Abraços!

Frederico disse...

querer eu quero muitas coisas, difícil conseguir ehehe

Margot disse...

Como disse o Ro... "querer é poder", mas, pero no mucho. As tais variáveis influenciam bastante...rsrs
Ficou bonito... uma alma em ânsia.
Beijos Dil, seu lindo.

Wanderley Elian Lima disse...

Oi Menino
Seja você mesmo, e faça acontecer todos os seus desejos.
Obs: eu também não gosto de gente feliz demais, cheira a fingimento.
Bjux

Paulo Roberto Figueiredo Braccini . Bratz disse...

ah! como te entendo qdo vejo pessoas felizes demais ... rs

bjão

Latinha disse...

Caraca,

Teu texto me foi um "surdão" na orelha... essa pergunta me causa calafrios ultimamente... meditar eu irei.

Um grande abraço e uma ótima semana para você!

Sam Peregrine disse...

Eu quero!
Mas nem sempre é bom ter tudo que se quer.
Por isso corro atrás de tudo que eu quero, mas não fico triste se consigo coisas diferentes.

Fred disse...

Reafirmando "querer é poder" e tipo assim... "saber o que se quer" já é meio caminho andado, nzé? Lindo teu texto, amigo! Bjs!

Bruna Araújo disse...

Adorei o blog, muito lindo, amei tudo. Parabéns mesmo, vou sempre estar aqui (:

ontendency.blogspot.com

Fred disse...

Dil, querido. Adorei teu comment inspirado (e venenoso) lá no TPM... ri alto... hahahaha! Beijos e ótima quarta pra ti, menino!

Yasmine Lemos disse...

Oi Dil, vim agradecer sua visita, e conhecer seus pensamentos , adorei seu texto , sou parecida com ele, detesto rótulos, regras ,sou nem inquieta rs vou ficar vindo beijão

FOXX disse...

espero que seu final feliz seja tudo...

Fred disse...

Bora lutar no óleo, então. O resto é lucro. Hahahaha! Bjs, Dil!

Teago de Assumpcao disse...

é reafirmo com os meus amigos... querer é poder...

Rute disse...

Meu querido, nem tudo que queremos podemos, mas pelo menos no poder pode haver uma tentativa do querer não é mesmo?

Beijos, como sempre ótimo poema

Giba disse...

Acho que vou discordar de muitos aqui
Nem sempre querer é poder . As vezes temos o desejo muito forte de algo,mas as circunstancias não permitem com que realizemos nosso desejo sabe,então eu quero,mas não posso.Claro que isso ajuda muuuito para que alcancemos um objetivo,pois temos de ser positivos,maaaans,é importante sermos realistas,pois infelizmente nem tudo é do jeito que a gente quer,além o que,algumas coisas depende de outra pessoa para ser concretizado o que tanto queremos.

Abraços Dil

dand disse...

Dil, seu fofo. Seu blog tá tão bonito. Anda cuidando direitinho dele né ??

Bjux :)

Fred disse...

Certo que a última sugestão é a tua cara: chique e poderoso! Hehehehe! Bjos, querido!

railer disse...

saber o que se quer é um grande avanço.