quinta-feira, 9 de abril de 2009

Venha até mim!

Sei que você me quer
Sei que você me deseja
Não resista
Se entregue aos seus desejos
Venha até mim
E poderá sentir
Meu Gosto, meu cheiro
E quem sabe
Conquistar meu amor.
Não resista
Venha até mim.
Sei que é isso
O que quer
Que é isso
O que deseja
Então venha até mim.

É isso

Bjo

Um comentário:

Julianna Britto disse...

Belo poema... bela assimilação...