terça-feira, 20 de março de 2012

Esses olhos!


Esses olhos que vagueiam por aí
Perdidos pela cidade
A procura de alguém
Do qual não sei quem
E nem aonde os encontrar
Esses olhos expressivos
Com que ando a sonhar
Sempre fico a observar
Se em algum lugar quem sabe inusitado
Eu os possa encontrar
E talvez pelos os meus
Eles possam se encantar
E um encontro de olhares
Onde tudo é dito
Apenas nessa troca
Onde nenhuma palavra traduziria
A emoção, a sensação vivida nesse momento
E que se torna único, marcante e envolvente
Como se uma história naquele momento se iniciasse
E assim continuassem

É isso

Bjo


Esses versos me vieram a mente assim como uma brisa, depois que eu encontrei essa foto perdida em um dos meus perfis dessas redes sociais.
Só pra constar, essa foto está repleta de photoshop, acho que dá pra percerber né? rsrs Eu a tratei a uns 3 anos atrás, quando eu estava empolgado com o programa, kkkkk


Contato: dilsantos@rocketmail.com

16 comentários:

Frederico disse...

belos versos!! e quanto a foto nem dá para perceber exceto pela sua falta de linhas de expressão ehehhehhehe

Cesinha disse...

Como sempre, meu menino, arrasando! Você escreve exatamente como eu te enxergo... sempre na suavidade, numa flutuação que chega a me espantar. E da foto, o que dizer? Com ou sem phtoshop... e lá eu fico prestando atenção nisso! Seus olhos é que “matam”... é o poema em sua forma humana, é isso.

Beijão.

Serginho Tavares disse...

você é lindo, nem precisa de photoshop queridão
e parabéns pelos versos
cada dia mandando muito bem

beijão

Prisioneiro 0001 disse...

Lindo!

Carlos Roberto disse...

Poema em prosa, hahahah. Na verdade é prosa em verso. Versos brancos e livres, uma crônica subjetiva em modelo poético. :P

Compartilho do mesmo sentimento, apesar de já está chegando ao ponto da desesperança e descrença de que isso seja possível :P

Dois Rios disse...

Dil, meu lindo! Tudo bem contigo? Menino, ando porraqui com o blog, kkkk... Tô quase o mandando às favas, mas enquanto isso vou navegando em águas de um rio q não flui.

A tua poesia é linda. Os olhos têm sintonia com o coração. Quando eles vêem a pessoa certa, o coração palpita.

Você tem Facebook? Se me quiser como amiga, vai lá no blog q tem um link para o meu.

Quanto a foto, cruz, credo! tá mais parecido com um biscoito Maria, kkkkkk... Você é muito mais bonito sem essa parafernália, rs...

Beijos, Dilzinho!

Peter disse...

Lindos versos, só pra variar, né? Será que aqueles planos, tem a ver com livros?

Affe, que mania dessas pessoas! Photoshop é só pra quem é sapo, entenda isso!

Abraços!

Dani Brito disse...

Oii Dil! saudades!
eu estou voltando sim aos pouquinhos pq nao consigo ficar sem escrever..rsrsrs

olha, as pessoas aparecem com mais frequencia quando a gente deixa de procurar..
é assim, natural, sem a gente menos esperar..de repente de onde a gente nem espera, ela aparece!

Beijo grande amigo, se cuida!!

Amanda disse...

Menino Dil,

Que coisa linda de se ver! teu blog ta cada dia mais saboroso!

bjos

Fred disse...

Esses - que vem como brisa - são os melhores sempre... hehehe! Lindão! E viva o "creme" Photoshop, nzé? Hahahah! Mega-findi, querido! Bjz!

Cleber Eldridge disse...

só pra variar suas palavras estão belissímas.

Rute disse...

Oi meu querido, saudades de vc, também. Estou numa correria só por aqui.
Mas me diga ´irá para o Rio em abril?
Depois escrevo um e-mail a vc
Vc está lindo na foto, independente de fotoshop, vc é muito bonito, meu amigo
Querido olha só como sempre seus versos são escritos com a alma.
Beijos, boa semana

Maicom disse...

Versos muito bons, diga-se.

Parabéns!

Fred disse...

Vamos atualizar?????? Hahahahaha! Bjzão!

Bem Resolvida disse...

photoshop??? que isso!!! :P

belo poema, by the way

untouchedmilk. disse...

"A emoção, a sensação vivida nesse momento. E que se torna único, marcante e envolvente" mto bom *-*