terça-feira, 22 de setembro de 2009

Uma questão social!


A sociedade, o ser humano em si é cruel. Ele procura sempre de uma forma ou outra atacar, trucidar outra pessoa, para assim, conseguir o que tanto almeja. Como toda regra tem sua excessão, felizmente temos milhões de pessoas que descordam dessa teoria, desse ato horrendo em tripudiar em cima das pessoas, principalmente das que possuem uma condição financeira baixa, dos negros, dos homossexuais, judeus, mulçumanos e etc.
Ser negro no Brasil é difícil, mas se você é negro, pobre e homossexual se torna mais difícil ainda. Estamos cercados de pessoas preconceituosas, racistas, homofóbicas, que desrespeitam qualquer pessoa, sem o menor pudor.
Não é por que sou "branco, amarelo, azul, verde", que sou diferente de "fulano" ou de "beltrano". Temos os mesmos orgãos, temos pais, mães, irmãos, tudo que você ou qualquer outra pessoa possui.
É preciso lutarmos por nossos direitos, lutarmos para que pessoas que se julgam melhores que os outros, que se sentem no direito de espancarem, matarem outra pessoa simplesmente por questões de cor de pele, religião, orientação sexual, por que simplesmente não foi com a sua cara ou que discordem do que elas acreditam, saiam impunes. Não podemos abaixar a cabeça, não podemos nos fingir de cegos para as injustiças que vemos por aí. É preciso lutar, gritar se necessário for, mas fazer algo, fazer a diferença.
Por exemplo, as mulheres que são espancadas por seus parceiros, se elas procurassem denunciar seus agressores, diminuiria e muito o caso de reicidências, de assassinatos, pois muitos, após "juras" de que jamais espancarão suas esposas novamente, acabam infelizmente assassinando-as e ficam impunes.
Estão querendo acabar com a Lei Maria da Penha, da qual os agressores, são condenados a prisão. Essa Lei sendo revogada, eles voltarão a pagar uma simples cesta básica e continuarão livres por aí, espancando suas esposas, namoradas, mães, avós, enfim, mulheres.
Esse é um fato cruel da nossa realidade da qual precisa ser mudada.
Se você quer um mundo melhor, faça sua parte, pois eu estou fazendo a minha.

É isso

Bjo

10 comentários:

Jay e Alê disse...

Oi Dil,

1. Gostei da foto no post.
2. Alê tá bem sim e ficando menos ciumento tb kkkk.
3. Vc começou seu post generalizando e claro que de certa forma funciona assim mesmo. Mas existem pessoas que preferem se ferrar a ter vantagem as custas do outros...ou sendo ou fazenco maldade e tals...
E vc como anda? Fez a ultra...?
Como tem passado?
Bju nosso

Sentimental ♥ disse...

Difícil né? infelizmente a questão do livre arbítrio faz com que as pessoas escolham caminhos errados e muitas vezes sem volta.

é fato que as minorias precisam de espaço e q somos todos iguais, mas enquanto as chamadas minorias se apresentarem assim e aceitarem concessões do governo e afins para se estabelecerem, a coisa vai continuar feia e a segregação vai existir como existe hj ou até mesmo de forma mais escancarada.

e sobre as mulheres que sofrem violência, há q se lembrar que na primeira vez ninguém espera ser agredida, mas da segunda em diante é por opção, pq quem faz uma faz várias.

beijos

Sentimental ♥ disse...

Exatamente...
bjs

Gilson disse...

Dil

Você está certíssimo, não vivemos mas em tempos de discriminação e sim em tempo de amar ao próximo independente de cor, raça, opção sexual ou seja la o que for.

Parabéns, seu Blog é ótimo. Estarei te linkndo hoje. Te aguard para uma visita.

Drico disse...

A situação é latente... as pessoas deveriam ser mais conscientes de seus atos... tudo gera uma reação, que nem sempre tende para o lado bom... adorei o post... ótima a foto... bjo e uma ótima semana ;D

Gilson disse...

Dill

Obrigado pela visita, pelas palavras. Volte sempre, será um prazer compartilhar momentos contigo. Que olhar 43........

Abraços

Luna Sanchez disse...

Dil,

Falando especificamente na homossexualidade, o preconceito é evidente e lamentável, claro, mas acho que muitos homossexuais têm sua parcela de culpa, sabe?

Tenho amigos gays que não fazem disso uma bandeira, que mantém sua intimidade resguardada, coisa que, na minha opinião, todo mundo deveria fazer, independentemente da orientação sexual.

Para que a sociedade deixe de rotular e segregar, a iniciativa precisa partir das pessoas que são alvo dessas atitudes.

Beijos de quarta.

ℓυηα

Drico disse...

Olá meu amigo!
Então... as coisas estão indo bem por aqui... nada como o tempo para ajustar tudo não é verdade? tá passando... mas ainda tenho sentimento sim... mas é a vida... o importante é aproveitá-la da melhor forma possível! um abração ;D

Girlane disse...

O povo, de um modo geral, precisa abrir a cabeça para as diferenças, porque mesmo não agredindo e se tornando público por isso, também existe quem repudia calado se mordendo num mundo de preconceitos. Defendo que se deve amar sem distinção :D

Post show, cunhas

Girlane disse...

Ah, e a foto tá mara
;)