quarta-feira, 9 de maio de 2012

Depois de um tempo!

As vezes sinto um medo descabido
Uma saudade de algo não vivido
Ou vivido em meus sonhos
Que me deixam uma sensação de dejavú ao longo do dia
As vezes me deixo guiar pelos meus sonhos
Deixo minhas emoções tomarem as rédeas
E assim, vou seguindo sem rumo, sem pressa
Quero apenas me embalar em seus braços
Rodopiar pelo espaço
Não quero ter razão numa discussão descabida
Onde não nos levará a nada
Apenas a uma noite mal dormida
Quero ter razão sobre meus sentimentos
Que trago a tempos aqui dentro
Quero dizer o que sinto, o que gosto e o que não gosto
Não quero fazer cara de quem gostou para lhe agradar
Quero fazer uma cara de quem detestou e juntos gargalhar
Para quê fingir algo em que num certo momento irá esfarelar?
Não quero construir um castelo de açúcar
E na primeira noite de chuva derreter
E aos prantos a noite a correr
Quero construir algo sólido aos poucos
De tijolo em tijolo
E depois de um tempo poder ver
Que era dessa forma como tudo deveria ser
E muito feliz poder viver
Ao lado de alguém tão especial
Como você!

Sabe quando algo lhe vêem a cabeça e você sente uma necessidade meio que descontrolada de escrever, aí aos poucos ou mesmo como numa velocidade quase que incrível, você vai complementando lacunas que estavam ali, soltas, esperando apenas que alguém as preenchessem e assim, pudessem seguir a correnteza. Ando me inspirando muito nos amores alheios ultimamente, ando pegando emprestado um pouco desses sentimentos para colocar em meus poemas.

É isso

Bjo

Contato: dilsantos@rocketmail.com


5 comentários:

Frederico disse...

muito bom, admiro a capacidade de quem consegue escrever poemas :)

Fred disse...

Dil, o cara que faz poemas e sabe destilar - graciosamente - seu veneno... hehehehe! Rachei o bico com os comments sobre os looks... muito bom! Bjão, meu inspirado amigo!

Cesinha disse...

Mas os sentimentos estão sempre ao nosso redor, meio que flutuando. E se tivermos percepção suficiente conseguimos capta-los... e pessoas como você transformam o que captaram em poemas. Acho que é isso que acontece com você.

Beijos.

Margot disse...

Uma frase me chamou a atenção "Quero ter razão sobre meus sentimentos"...
Dil querido... isso é praticamente impossível. Sentimentos não são racionais... são instintivos..puramente.
Beijos

Dani Brito disse...

DEMOREI MAS CHEGUEIII!!! rsrs
Que orgulho de voce! hahaha...Dil lendo esse poema ele tocou na alma sabia?
"discussões descabidas aonde não nos levará a nada"
realmente parece que perdemos tempo demais querendo ter razão...o bom mesmo é aproveitar a vida ao lado de quem se ama
"nao quero construir um castelo de açucar"
eu vi voce todinho ai..hahahha..voce sabe que eu admiro muito esse seu jeito de querer encontrar alguem especial, de dar atenção as coisas que realmente tem valor, e querer achar alguem pra te dar o valor que voce merece...
Dil vc é uma pessoa divina!
Te cuida amigo, amei os textos, estou lendo aqui...
Beijão!!!